terça-feira, 21 de setembro de 2010

all



 

o que eu sou, o que eu fui , é diferente de tudo aquilo que eu pensei e viesse a imaginar vir a ser. e todos os sonhos, meros sonhos, que se mudam á vontade do vento , tão breves e escassos , que magoam o mais sincero coração, a mais doce alma.  Por isso tudo o que eu sou, tudo o que eu hoje desejo, tudo o que eu quero, tudo aquilo que anseio, um dia será tudo diferente. tudo o que me faz chorar e tudo o que me magoa, ninguém pode apagar isso, e as memórias, essas, ficam sempre. mas tudo aquilo que eu digo que é tudo, amanhã poderá ser nada.

Tudo muda , tudo passa e amanhã, amanhã nunca se sabe.

Sem comentários:

Enviar um comentário